Observação do mundo sob a óptica do ‘Falso Eu”

maio 12, 2020 0 Por MR Treinamento e Desenvolvimento

Nos últimos dias observamos diversos movimentos que levam as pessoas a vivenciarem comportamentos e ações, ofuscando sua verdadeira essência, formando o que chamamos de “Falso Eu”, promovendo funcionamentos mentais que levam o ser humano a experiências de vida em muitos casos traumáticas e de difícil resolução.

Vamos elencar 10 maneiras inadequadas de se manifestar na perspectiva que faz com que nossa verdadeira essência seja anulada.

1. O primeiro sintoma é quando nos apegamos demais ao dinheiro: sim, apegar-se demasiadamente ao dinheiro nos distancia de nossa verdadeira essência, pensamos que temos tudo, na verdade, corremos o risco de perder tudo, sem perceber: perder verdadeiros amigos, relacionamentos, oportunidade de reflexão, honestidade, sim, pois, quando colocamos o dinheiro em primeiro lugar, corremos o risco de nos corrompermos e perder o que é de mais precioso: quem verdadeiramente somos e não o que temos, pois, se somos mordomos do que temos, na verdade não o temos. Que paradoxo não? Mas esta é a realidade: na verdade nada temos; Deixe de pagar os impostos sobre o que você aparentemente tem, deixe de declarar sua renda por mais alta que seja, tente esconder o que tem, até o que não tem lhe será tirado.

2. Pseudo humildade: não precisa de me elogiar assim, qualquer um pode fazer o que eu faço, mas, por dentro você diz: Sei que fiz o melhor e sem eu nada poderia ser feito, só estou falando assim para mostrar que sou humilde. A falsa modéstia pode ser muito sintomática, gerando até mesmo transtornos de personalidade.

3. Casa cheia: Nem sempre uma casa cheia de pessoas é uma casa cheia de amigos, quer provar se as pessoas que estão ao seu lado são verdadeiras, fique muito doente, precise de dinheiro ou alcance o sucesso. Se nestas três etapas ela estiver ao seu lado, parabéns! Este é participante de uma verdadeira e sincera amizade. Muitos acreditam que para mostrarem que tem amigos, sua casa precisa sempre estar cheia, doce engano. “Em todo o tempo ama o amigo e na angústia se faz um irmão…”

4. Outro sintoma muito comum do Falso Eu é a incapacidade de sentir-se pleno consigo mesmo. A baixa autoestima muitas vezes toma conta de nosso ser, nos privando de reconhecer nossos sucessos e superações. Tome cuidado, pois, quando isso acontece, deixamos de acreditar em nós mesmos e ficamos inertes, desacreditado de nosso verdadeiro potencial.

5. Ouvir aos outros em demasia. Um dos sintomas mais comuns, tão comum que não percebemos a ausência de empatia em algumas das falas que nos são dirigidas, isso faz com que estabeleçamos alguns dogmas para não desagradarmos a quem está a nossa volta. Desde que haja respeito, compreensão e empatia, podemos sim contrariar algum argumento ou questão dirigidas a nós, seja por quem for, a não ser que realmente seja para melhorar o que temos feito de errado, afinal, reconhecer que existe certo e errado é um bom potencial para agregar o que é bom, rejeitar o que nos faz mal e seguir adiante em nossas vidas.

6. Não ter opinião própria, este sintoma é bem parecido com o anterior, entretanto, traz um conceito do “ir de acordo com as massas”. não abra mão de seu pensamento, não negue sua fé, seja supremo no que acredite e fundamente-se, afinal, uma boa fundamentação é o que diferencia um sábio de um néscio, um habilidoso de um desastroso. concorde ou Discorde sim, não no “grito”, mas em argumentos sólidos pois: “Aquele que constrói sua casa sobre a rocha, nada poderá fazer com que esta caia, mas aquele que constrói sua casa sobre a areia, qualquer chuva ou tempestade de argumentos pode derrubar a casa” e entenda aqui que o conceito de casa é sua personalidade, seus argumentos

7. Cuidados com as ideologias: este sintoma é muito grave, pois este pode separar pais de filhos, amigos, companheiros e até mesmo nações. direita e esquerda são dois eixos da mesma moeda que acaba gerando a tese, antítese e síntese, ou seja, partes de um único sistema que não vai mudar, a não ser que nos unamos verdadeiramente para acabar com isso. As ideologias podem transformar a sociedade de forma perigosa, podendo ser consideradas um câncer social, afinal, que modelo de estrutura que destrói o tecido social tal qual um câncer, se infiltrando e corroendo a sociedade e suas camadas ao passo da mesma se enfraquecer e perder o sentido de existir: “Por que nossa luta não é contra meu companheiro que pensa diferente, mas contra o sistema que domina este mundo e temos de ir contra ele, arcando com as consequências, sejam elas quais forem para manter a salvo nossa consciência.

8. Hedonismo: um dos mais graves sintomas do falso Eu, pois, vivenciar os prazeres sem refletir sobre as consequências pode ser algo muito grave. “Meus heróis morreram de overdose…” e os seus heróis, morreram de que? O amor livre, liberdade sem limites, Viver a vida “numa boa” pode ser delicioso, entretanto, faz com que esqueçamos de quem somos e na maioria das vezes, tais atitudes nos permitem fugir ou fingir, ao passo de escondermos o que está acontecendo dentro de nos, uma tempestade forte e destruindo tudo em sua personalidade, gerando diversas desordens mentais.

9. Religiosidade: pensou que não iria falar disso, a religiosidade nos cauteriza, nos torna fundamentalistas de costumes e regras que mais nos distanciam de Deus do que nos aproxima. tome muito cuidado com a capa da religião! É outra face do sistema comentado acima, nos aprisiona e nos faz tristes, infelizes e incapazes de reconhecer o maior sacrifício realizado pela humanidade: A entrega que Jesus Cristo fez por todos nós e por mais que você não acredita neste fato, a história está marcada por ele e acreditando ou não, nada mudará esta verdade factual. A verdadeira religião é “Visitar os órfãos e as viúvas, nas suas aflições e guardar-se isento de toda a corrupção do mundo”.

10. Esquecer de sua infância: este pode ser o pior de todos os sintomas, pois, este pode levar a todos os outros acima descritos. Quem já sonhou? Quem já acreditou tanto em Deus e hoje isso se perdeu? Quem na infância admirava o belo? São perguntas que nos fazem pensar. Os desenhos que desenhávamos, as cores e as multiformes figuras que coloríamos felizes, sem pensar em nada. Voltar a inocência, acreditar no possível, este é o que faz uma criança ser feliz e aos poucos, vamos entrando em sintonia com o falso Eu, deixando nossa infância para traz abrindo nossa mente para tudo o que acima está descrito, sem contar as desordens mentais que vão tomando conta de nosso ser sem que percebamos.

São estes alguns dos tópicos que abordamos no Curso “Vencendo Seu Falso Eu”, o Espaço de Desenvolvimento Pessoal entende a dificuldade em lidar com estas questões, sendo este, um curso que irá transformar sua forma de ver o mundo, simplesmente te direcionando para sua verdadeira essência, seu verdadeiro propósito de vida. Preencha a ficha de interesse, na aba ‘Vencendo seu falso eu”, entre em contato por telefone (17) 4101-0527, pelo WhatsApp: (17) 99629-3915 ou (17) 99617-6685, e-mail: edpmr@etbv.com.br ou faça-nos uma visita em nosso escritório administrativo: Avenida 13, Nº 182 entre Ruas 6 e 4.

Curso desenvolvido por Alexandre Martins dos Santos, psicólogo com pós graduação em Saúde Mental pela Universidade de Ribeirão Preto com prática clínica de 10 anos, atuando na área de Desenvolvimento Pessoal, Conferencista e empresário. CRP: 06/94797.

Publicado em Maio 28, 2019 por Alexandre Martins dos Santos, republicado neste site.