2º Congresso da Pessoa com Deficiência

II Congresso PCD: Inclusão, mercado de trabalho e empregabilidade. 

Em cima está escrito 2º Congresso da pessoa com deficiência, no centro tem uma imagem de bonequinhos que representam as deficiências com um fundo azul, abaixo está descrito a data do evento 29/11 a 03/12/2021, também está as imagens que representam as redes sociais e próximo a borda inferior está escrito @mrtreinamentoedesenvolvimento e na frente do instagram, a imagem da borboleta estilizada na cor verde e ao fundo da imagem está na cor verde florescente.

O II Congresso PCD da MR Treinamento & Desenvolvimento é um momento de reflexão, fomento e informação sobre o desenvolvimento, atuação e aprofundamento das questões enfrentadas por estas pessoas, desafios em suas vivências e conscientização de direitos e deveres das pessoas com deficiência.

Neste ano, a proposta é conversar sobre o mercado de trabalho e os desafios que as pessoas com deficiência vivenciam, bem como as diversas superações manifestadas a este grupo, sem supervalorização ou diminuição, contudo, reconhecendo as multiplicidades de atuações que estas pessoas possuem, devendo ser interpretados como pessoas, que, somente precisam de oportunidades e equiparação das mesmas.

Esta equiparação não implica em facilitação, contudo, adaptação dos meios de produção para atendimento de cada deficiência, resultando no atendimento adequado a cada uma, compreendendo sua multiplicidade e necessidades individuais.

O objetivo principal deste evento além de fomentar questões relacionadas com o mundo do trabalho e a deficiência é permitir a compreensão desta multiplicidade, adequações técnicas e legais, atendendo aspectos que verdadeiramente irão incluir estas pessoas no mercado de trabalho, deixando para trás falácias ou ativismos ideológicos, que em sua maioria são inúteis para a vivência prática desta inclusão.

A programação deste congresso está organizada da seguinte forma: 

29/11/2021

19:00 – Abertura 

Falar sobre mercado de trabalho é um dos principais pontos que temos como pessoas, afinal, quando dizemos que o trabalho dignifica ao homem, dizemos que este é importante e deve fazer parte integral de nossas vidas.

Ao analisar a frase “Somos pessoas que, por um acaso, temos alguma deficiência” nos faz pensar que a mesma dignificação pelo trabalho deve fazer parte da vida de uma pessoa com deficiência, neste sentido, o congresso deste ano vai fomentar discussões sobre o mercado de trabalho, empregabilidade e desenvolvimento profissional da pessoa com deficiência.

Apresentação e abertura

Camila Rodrigues Santos – Martins Rodrigues

19:30 – Conferência

Concepção do conceito de deficiência: Família e mercado de trabalho.

Falar sobre o conceito de deficiência e sua verdadeira definição para os nossos dias é fundamental para o fortalecimento das habilidades e capacidades que as pessoas com deficiência possam ter. Compreender este conceito atrelado as vivências que a pessoa com deficiência tem com relação a sua família é fundamental para o desenvolvimento profissional, afinal, nossas vivências se iniciam dentro do ambiente familiar e vão nos lançando  para a primeira sociedade, a saber, a escola e posteriormente, para os ambientes sociais ligados ao trabalho, lazer, ambientes religiosos, etc. Compreender a deficiência, a família, o mercado de trabalho e suas inter-relações é fundamental para execuções de práticas inclusivas e suas consequências para a vida de uma Pessoa com deficiência.

Palestrantes

Alexandre Martins dos Santos – Martins Rodrigues

Ana Paula Oliveira da Silva Diatchuk – Martins Rodrigues

30/11/2021

19:00 – Mesa Redonda

Empreendedorismo e a deficiência: desafios e oportunidades.

Empreender é um processo dinâmico, altamente produtivo e de intensas transformações. Seja na realidade física com empreendimentos comerciais, industriais interligados aos processos tradicionais de logística e distribuição de bens, mercadorias e serviços, seja no mundo virtual com produção de conteúdo, marketing digital e processos totalmente ligados a tecnologia da informação, empreender requer persistência e capacidade de gestão e produção. O empreendedorismo realizado por pessoas com deficiência tem demonstrado a capacidade gerencial, produtiva e muitas pessoas com deficiência vem se destacando, tanto com a formalização de uma empresa tradicional quanto em empresas digitais, tendo ou não sua atividade atrelada a um CNPJ.

O empreendedorismo é uma ação pessoal voltada para uma revolução profissional, seja por necessidade ou não, grandes empresas e pessoas individuais vem aumentando esta faixa de prestadores de serviços e as pessoas com deficiência estão se inserindo com grande maestria neste mercado.

Conferencistas

Ana Lúcia Oliveira da Silva – Martins Rodrigues

Fábio Deodato dos Santos Silva – Martins Rodrigues

Karla Regina Silva – Martins Rodrigues

Talita richter Gallo – Martins Rodrigues

01/12/2021

19:30 – Palestra

Mercado de trabalho e mercado literário para pessoas com deficiência e doença rara.

O mercado literário brasileiro tem tido forte representação de pessoas com deficiência e grandes publicações fazem parte de nosso arcabouço literário. Compreender a atuação destas pessoas e a relação de todo um nível intelectual crescente vem definindo grandes pensamentos, com uma grandiosidade sapiencial de obras elevadas, com grande adesão do mercado.

As pessoas com deficiência e doenças raras apresentam pensamentos sobre filosofia, vivências humanas e o pensamento dentro das áreas do conhecimento e tem sido engrandecido com pensadores que têm realizado uma grande reflexão e implicação prática tanto com temas voltados para a deficiência, quanto com temas voltados as áreas científicas, políticas e mercado literário.

Palestrante

Anna Carolina Ferreira da Rocha – Martins Rodrigues

02/12/2021

19:00 – Mesa Redonda 

Desafios do mercado de trabalho para as pessoas com deficiência e a interrelação com o capacitismo.

Compreender o mercado além da prestação de serviços, entendendo que está intimamente relacionado com vivência afetiva, bem estar biopsicossocial e econômico são os pontos que permitem que a força de trabalho de pessoas com deficiência seja entendida como algo natural, pois, permitir que uma pessoa tenha a oportunidade de realizar seu trabalho de forma plena, eficaz e autônoma permite a pessoa com deficiência ser um trabalhador como qualquer outra pessoa.

Adaptar e não permitir que o capacitismo se transforme em uma ideologia é fundamental para entender que este existe e deve ser compreendido em seu real sentido, para que possamos valorizar o indivíduo do trabalho em sua execução plena, valorizando pelo seu desempenho e suas ações bem sucedidas no trabalho realizado.

Conferencistas

Lia de Andrade Junqueira – Martins Rodrigues

Marielle Legramandi Falvo – Martins Rodrigues

Patrícia Toje Venâncio – Martins Rodrigues

Tarso da Silva Cavalcante – Martins Rodrigues

03/12/2021

19:00 – Mesa Redonda 

Lei de cotas: benefícios e complicações causadas na vida profissional das pessoas com deficiências, uma compreensão dos Desafios, interpretações e conquistas. 

Sabemos que a lei de cotas para pessoas com deficiência trouxe muitos avanços e conquistas para pessoas com deficiência, mediante a ela, o mercado PCD passou a ser valorizado e pessoas passaram a colocar em prática sua formação profissional, contudo, esta lei trouxe uma inclusão fajuta, na qual muitas pessoas simplesmente foram contratadas para se cumprir uma cota e com isso, gerou-se uma massa de “trabalhadores” simplesmente colocados nas empresas para que estas não pagassem as multas provenientes da lei.

Esta lei, por sua vez, não deixa de ser importante para inclusão no mercado, todavia, por um lado, a reflexão sobre sua atuação e a conscientização das empresas e gestores quanto a verdadeira inclusão e por outro lado, uma avaliação da capacidade das pessoas com deficiência em aderir as vagas quando estas surgem e em muitos casos não são preenchidas por falta de capacitação e desenvolvimento profissional, levantando o ponto de uma intensa reflexão sobre sua aplicabilidade com relação a realidade que muitas vezes temos.

Conferencistas 

Marcos Rodrigo da Silva – Martins Rodrigues

Victorino Enhama Mbala Elima – Martins Rodrigues

21:30 – Encerramento. 

Apresentação e performance artística de Sara Bentes – Martins Rodrigues


Faça sua inscrição acessando a página de inscrição do evento:

https://www.sympla.com.br/ii-congresso-pcd-da-mr-treinamento–desenvolvimento__1350534